LOGO RBBB

Eventos

RBB nas Redes Sociais

facebook-logo twitter-logo delicious-logo youtube-logo

cavaloA edição de 2010 do Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja bate o recorde de autores estrangeiros, países representados e exposições individuais e colectivas. Mesmo sem exposição, o belga Hermann (autor das séries Bernard Prince, Comanche, As Torres de Bois-Maury e Jeremiah, além de numerosos álbuns a solo) é umas estrelas da banda desenhada europeia que irá estar no próximo fim-de-semana em Beja, onde começa o VI Festival Internacional de BD. Do novo livro de Miguel Rocha, "Hans, o Cavalo Inteligente" (Miguel Rocha).

Ao todo, são 21 exposições, com mais de 70 autores de 14 países, apresentados em seis núcleos diferentes, além de 56 editores presentes e uma vasta programação paralela que decorre até 13 de Junho. O ponto forte do festival é “a diversidade de exposições” que irão estar patentes ao público, considera Paulo Monteiro, director do certame. “Fizemos um esforço grande para ter autores que estão um pouco nos antípodas uns dos outros”, acrescenta, citando a título de exemplo o francês Hipollyte e o croata Igor Hofbauer, cujas obras poderão ser vistas em exposições individuais apresentadas na Casa da Cultura de Beja. É nesse mesmo espaço que se concentra o essencial da programação deste ano, que inclui ainda as exposições dedicadas a Dame Darcy (Estados Unidos), Fábio Civitelli (Itália), Niko Henrichon (Canadá), Rufus Dayglo (Reino Unido) e aos portugueses João Fazenda, Miguel Rocha, JCoelho e Regina Pessoa. As exposições colectivas Aldeia das Amoreiras (sobre o projecto BD a Fresco, desenvolvido pelo Centro de Convergência no Alentejo) e Zona (ilustração e banda desenhada), assim como a dos gémeos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá, completam o leque de mostras incluídas naquele espaço. A descentralização é uma das imagens de marca do festival, cujos organizadores decidiram rentabilizar outros equipamentos, como o Instituto Politécnico de Beja (colectiva Avenida Marginal, vinda do Faial), Museu Jorge Vieira (colectiva eslovena Greetings from Cartoonia e autores portugueses de estilo mangá NCreatures), Galeria dos Escudeiros (artistas do The Lisbon Studio), Conservatório Regional do Baixo Alentejo (exposição sobre a editora Kingpin Books), Museu Regional de Beja (mostras individuais do ilustrador e pintor João Vaz de Carvalho e do ilustrador e autor de BD Jorge Miguel) e Galeria do Desassossego (colectivo Toupeira, de Beja). O lançamento de novidades editoriais é outra das vertentes do festival realçada por Paulo Monteiro. Este sábado serão apresentados publicamente os novos livros de Miguel Rocha (Hans, o Cavalo Inteligente) e El Pep (Março Anormal), o sétimo número do fanzine Venham + 5, o sexto caderno da Colecção Toupeira, de André Oliveira e Maria João Carreto e o primeiro número da revista The Lisbon Studio Mag. Filipe Melo fará também a apresentação do livro As Aventuras de Dog Mendonça e Pizza Boy (Tinta da China). Organizado pela Bedeteca de Beja, um equipamento municipal que tem por objectivo divulgar a banda desenhada entre todos os públicos, o festival dispõe este ano de um orçamento directo de 20 mil euros, integralmente suportados pela autarquia.

{backbutton}